Outorga de diplomas e certificados acontece em Malanje – Edição 2016


O pavilhão Arena Palanca Negra Gingante em Malanje acolhe, sexta-feira, dia 21 de Abril, pela segunda vez a cerimónia de outorga de diplomas e certificados de licenciatura a 470 estudantes da Escola Superior Politécnica, Faculdade de Medicina e do Instituto Superior Politécnico ambos desta província.

À formatura estarão 272 pedagogos, 127 enfermeiros e 71 médicos trajados com os uniformes correspondentes aos cursos.

O reitor da Universidade Lueji A’NKonde, professor-doutor Carlos Yoba, afirmou esta quinta-feira, que a IV Região Académica conta actualmente com mais de 2 mil licenciados. Em 2016, as unidades orgânicas de Malanje colocaram no mercado mais de 180 quadros, na província da Lunda-Norte cerca de 200 e igual número ao nível da província da Lunda-Sul.

Carlos Yoba afirmou que o acto resulta do investimento do executivo angolano na formação de quadros, e a ULAN “que superintende a formação desses quadros desejados; primeiro com a sua formação e segundo, com a esperança que eles sejam correctamente enquadrados no sistema funcional do funcionalismo público”, para contribuírem no desenvolvimento sustentável de Angola.

Questionado sobre a qualidade no subsistema do ensino superior na IV Região Académica, o responsável reconheceu que qualidade é um conceito complexo e aflige todos os intervenientes no subsistema do ensino superior no país. “Estamos preocupados com a formação adequada dos nossos quadros para que eles possam responder e corresponder com os anseios das nossas populações”.

O enquadramento de alguns quadros nos diferentes sectores da vida da província demonstra a qualidade adquirida na academia, dando respostas às necessidades das populações, porquanto, ela deve ser conquistada paulatinamente, disse o reitor da ULAN.

“Vamos contando com algumas qualidades que garantem um bom trabalho a nível das instituições e de organismos onde eles possam prestar o seu serviço”, garantiu Carlos Yoba.

Mensagens aos finalistas

O reitor da IV Região Académica (províncias da Lunda-Norte e Sul e Malanje) numa mensagem explícita aos novos licenciados, espera que os formandos sejam aceites na comunidade, empenhando-se no desenvolvimento da tarefa acometida.

A avaliação externa, permite que a comunidade seja juiz e avalie o contributo dos quadros formados na universidade, em termos de prestação de serviço junto da comunidade.

As instituições do ensino superior em Malanje não puderam satisfazer a demanda dos novos candidatos apresentados socialmente em pelo menos em 50%, referiu Carlos Yoba que pediu ao governo “que dentro das suas possibilidades se empenhe na oferta de melhores condições para a formação dos quadros locais, isto me refiro às instalações das instituições”.

“Espero que o Governo Provincial de Malanje junto do governo central encete esforços necessários para que possam melhorar as condições de infra-estruturas e as condições para os docentes, de forma a garantir uma formação de qualidade e quadros capazes de responder aos anseios da nossa população”, concluiu.

Os requintes do pavilhão

O ministro interino do Ensino Superior, António Miguel André, o governador de Malanje, Norberto Fernandes dos Santos e o reitor da Universidade Lueji A’NKonde, Carlos Yoba, encabeça a mesa de presidium do evento que marca uma nova fase para o ensino superior na terra de Jinga Mbandi.

O membro da comissão organizadora, Francisco Jacucha, garantiu que o ministro do ensino superior se desloca a Malanje à frente de uma delegação de 8 pessoas, enquanto ao nível da região em coordenação com o governo da província foi convidado o corpo director (delegados e directores provinciais), entidades eclesiásticas, autoridades tradicionais e representantes dos órgãos de defesa, segurança e ordem interna.

Os governadores da províncias limítrofes, no nomeadamente do Kwanza-Norte, José Maria Ferraz dos Santos, do Uíge, Paulo Pombolo, da Lunda-Norte, Ernesto Muangala e da Lunda-Sul, Cândida Narciso poderão fazer-se presente no acto.

O director-geral da ESPM disse que a formatura dos licenciados poderá ser brindada pela presença da magnífica reitora da Universidade Agostinho Neto, …, dos reitores dos institutos superiores Alexandre Dom Cardeal do Nascimento e da Catepa, respectivamente, e provavelmente o director-geral da Escola Superior Politécnica do Kwanza-Sul.

“Os nossos anfitriões são mesmo os 272 estudantes finalistas [educação primária, inspecção e gestão escolar e ensino da matemática] que poderão estar presentes com as suas famílias”, além dos docentes (nacionais e expatriados) e estudantes das diferentes unidades académicas públicas em funcionamento nesta cidade.

Por: Isaías Soares